Como é utilizado o óleo de CBD?

Como é utilizado o óleo de CBD?

Cada maneira de utilizar tem os seus efeitos benéficos. Cada vez mais pessoas consomem CBD e este panorama tem vindo a alargar-se. Além do mais simples e comum uso da flor, até às mais diversas opções, como, óleos, cosméticos, produtos alimentares, vaporização ou bebidas. Cada um destes, para cada indivíduo tem os seus próprios benefícios, mas cada vez mais as pessoas têm procurado os óleos devido à sua fácil utilização e conveniência.

O que é o óleo de CBD?

O óleo de CBD é um concentrado que provém da extração do canabinóide Canabidiol, CBD, com a ajuda de uma substância dissolvente, como por exemplo, um outro óleo natural. Atualmente, são utilizados métodos com alta tecnologia para fazer esta extração e os Canabinóides são extraídos e adicionados a dissolventes como o óleo MCT, entre outros.

A diferença entre este método de extração, “extração química" e o método de “extração mecânica” é que o primeiro usa um solvente químico para extrair os Canabinóides. Junto com os Canabinóides, a extração química também retira outros benefícios como, terpenos e flavonoides e outros compostos menos desejáveis, como a clorofila e ceras, que podem afetar a aparência e o sabor do produto final.

Existem diversos outros solventes que são normalmente usados no processo de extração de Canabinóides, como é o caso do etano, butano e CO2 (que tem sido o mais procurado por não libertar resíduos tóxicos no concentrado final).

 

Como é que o óleo de CBD funciona?

O óleo de CBD costuma ser ingerido pela maioria das pessoas por via sublingual, onde é absorvido pela membrana mucosa debaixo da língua e dentro das bochechas. 

Assim, biodisponibilidade (a quantidade de Canabinóides que estão realmente disponíveis para o corpo após a absorção) é maior do que a dos comestíveis, embora não tão alta quanto outros métodos de ingestão, como fumar e vaporizar. A entrega sublingual geralmente leva de 15 a 30 minutos para entrar em vigor e dura entre 4 e 6 horas.

Os óleos também são, pelos utilizadores, ingeridos juntamente com comida ou em cápsulas, podendo ser adicionados a comidas ou bebidas. Há quem utilize para massagens musculares e sexuais. Há quem aplique na pele.

O metabolismo pré-sistémico acontece quando o óleo passa pelo estômago e, eventualmente, para o fígado.

 

Quando os Canabinóides passam pelo fígado, sofrem mudanças que afetam a maneira como o corpo os utiliza e o efeito que terão. É por isso que, a título de exemplo, os alimentos que contém THC têm a reputação de serem mais potentes e psicadélicos do que outras formas de consumo. Não só isso, mas uma quantidade significativa é destruída pelo ácido do estômago ou destruída inteiramente por enzimas digestivas e não é usada pelo corpo.

É também por isso que o início da ação é muito mais longo, algo por volta de 30 a 90 minutos, dependendo do que se comeu naquele dia e do seu metabolismo. Os efeitos também duram mais, em média de seis a oito horas. Contudo, devido ao “metabolismo pré-sistémico” causado pela metabolização no fígado, a biodisponibilidade de qualquer coisa que se ingere é geralmente menor. Dependendo do metabolismo de cada pessoa, a absorção pode ser mais ou menos lenta e mais ou menos inconsistente.

 

Qual a quantidade de óleo recomendada a tomar?

A dose certa a tomar varia de pessoa para pessoa e não deve seguir um padrão, a dosagem dependerá de vários fatores, entre eles, a razão pela qual está a tomar, a sua fisiologia, sensibilidade e o sistema endocanabinóide 

 

Se estiveres a tomar óleo de CBD, possivelmente o óleo virá num frasco acompanhado de um conta gotas. É importante veres na caixa ou no frasco a especificação de quanto CBD está numa gota. A partir daí, consegue-se perceber quantas gotas se deve tomar para ingerir a quantidade de CBD que se pretende.

 

Uma gota tem por volta de 0,05 mililitros (ml). Isto significa, que um frasco de 10 ml contém 200 gotas, aproximadamente.

 

Podes aproveitar para consultar as tabelas disponibilizadas por uma das maiores empresas neste mercado para te ajudar a perceber a dosagem certa, através do link: https://www.tilray.ca/media/magefan_blog/Tilray_Sample_Dosing_Guidelines_03.pdf .

 

O que a maioria das pessoas faz é começar por dosagens mais baixas para se irem habituando a terem um aumento progressivo. Primeiramente, deve-se perceber qual é a dosagem que te permite obter o efeito necessário, e ir adaptando conforme a adaptação ao efeito do óleo. Lembra-te que mais nem sempre significa melhor, é importante achares o teu “sweet spot”, apesar de estudos indicarem que a maior parte das pessoas consegue ser consistente na dose no longo prazo.

 


Deixa um comentário

Tenha em atenção que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos